«Se eu te pedisse em casamento, aceitavas?»


Num destes dias, perguntou-me o meu namorado "Se eu te pedisse em casamento, aceitavas?" e desde logo eu soube a resposta a esta pergunta. Não perdi dois minutos até lhe dizer "Sabes que sim. Desde que não fosse por obrigação". E é verdade. As razões pelas quais vejo pessoas casar levam-me a pensar que são elas próprias as responsáveis pela sua tristeza anos mais tarde. E isso, honestamente, dá-me cabo do juízo.

Casam porque estão fartos dos pais; casam porque querem experimentar sair de casa; casam porque estão a ficar velhos; casam porque desejam todos os dias só mais uma noite a dormir em conchinha; casam porque seria mais fácil; casam porque a festa será de arromba; casam porque ele ou ela pressiona a; casam porque falam muito nisso; casam porque, nos casamentos dos outros, toda a gente pergunta se serão os próximos; e casam porque sentem aquela pressão por parte da família, dos amigos, dos conhecidos e até dos que nem sequer os conhecem. E deixam! Sentem-se tremendamente ofendidos e frustrados por ainda não terem feito aquilo que, na verdade, até nem querem fazer mas que fica sempre bem e, portanto, bora lá a isso, nem que seja para durar só meia dúzia de meses (juro que sei de casamentos que duraram pouco mais...).

Mas não casam por o outro ser a luz ao fundo do túnel nos piores momentos; não casam por se sentirem deslocados de onde estão quando estão longe; não casam por lhes sorrirem os olhos ao lembrar ou falar de quem de está com eles (cliché, não?! mas é quando isto acontece que, efetivamente, sabemos que está na hora. os invejosos vão chamar isto de dependência). Casam porque sim, porque convém, porque dá jeito, porque seria mais fácil e melhor. E dali a poucos anos estão separados, choram pelos cantos, criam os filhos às semanas - e são os pequenitos, coitados, que têm de saltitar de casa em casa porque dá muito trabalho pensar numa solução melhor.

Ao explicar-lhe isto senti-me bem mais leve e descansada. Não que ele já não o soubesse mas dizer-lho diretamente deu-me a garantia de que ele sabia que, da minha parte, não haveria pressões nem exigências quanto a este assunto. Claro que gosto de brincar com a situação e mandar umas papaias ao ar de vez em quando mas nunca seria capaz de tomar a decisão por mim própria e arrastá-lo para ela. Acontece quando tiver de acontecer! Com limites, claro.

Esta é a minha visão da coisa. A verdade é que nunca sabemos o que nos espera do outro lado da porta da casa nova. Então mais vale arriscarmo-nos por algo que tem potencial para ser grande do que deitar tudo a perder para ser feliz meia dúzia de anos e passar o resto da vida a ir entregar os miúdos ao pai na borda da estrada (e juro que também já vi isto acontecer).

You May Also Like

12 comentários

  1. Muito obrigada! Fazes muito bem, há que aproveitar todos os preciosos minutos para trabalhar para aquilo que gostamos!
    Não poderia estar mais de acordo contigo! Cada vez mais tomo noção desta realidade e não consigo perceber o que vai na cabeça das pessoas... casar por casar. A meu ver, se é para casar há que ter uma relação séria e verdadeira. Ambos tem de ter noção do grande passo que estão a tomar e têm de casar por amor, isso é o mais importante! Eu acho que não deve haver melhor sensação do que tomar esse passo com uma pessoa que realmente se ama e que não se consegue viver sem... Poderia dizer mais mil e uma coisas sobre este assunto, mas apenas digo que tem entendo perfeitamente. Há que esclarecer tudo, para que não haja mal entendidos... Muitas felicidades para vocês!

    Com amor,
    sara

    priceless-ambition.blogspot.pt

    ReplyDelete
  2. Meu Deues, isto é tão verdade! Confesso que nunca pensei muito no assunto mas tenho de concordar com tudo o que disseste e hoje em dia só se vêm divórcios e os que continuam casados, mal se suportam! São poucos os casamentos que duram e são felizes o que é super triste!^

    Beijinhos!!
    Black Rainbow / Instagram

    ReplyDelete
  3. Concordo viu, super verdade.

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/?m=1

    ReplyDelete
  4. O casamento devia ser para a vida...mas hoje em dia cada vez é menos....

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ReplyDelete
  5. É mesmo verdade. E que mal tem vivermos juntos antes de casar? Afinal, casar é para toda a vida. Criticam por vivermos juntos primeiro, como se fosse desnecessário casar depois de já vivermos juntos, mas a verdade é que é para toda uma vida, não é só um papel que se assina várias vezes... E assim se baralha a questão do casamento...

    ReplyDelete
  6. Adorei o post <3 Já te seguia no youtube e agora sigo-te por aqui!!!

    Beijinhos
    Cloud World

    ReplyDelete
  7. Concordo contigo! É cada vez mais assim, "ah, vamos casar porque ficamos bem vistos na sociedade!"... É triste, mesmo. É esta uma das razões que me leva a não querer casar. Acho que casar não significa nada. É só um papel e uns quantos jantares e almoços onde se junta uma data de gente, mais nada. Se as pessoas se amam verdadeiramente, não vão deixar de o fazer porque assinaram mais um papel. Na minha opinião até acho que tem mais valor as pessoas estarem juntas durante anos mesmo sem se casarem - como agora as pessoas se casam e depois não têm coragem para se divorciar porque se sentem "presos ao casamento", acho que quem não se casa acaba por escolher o seu par diariamente. Estão juntos durante cada dia, e são eles que escolhem assim. Não sei se me fiz entender, mas acho que tu percebeste xD
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ReplyDelete
  8. Obrigado, querida :)

    Concordo plenamente. Acredito que, atualmente, as coisas mudaram, mas a pressão social ainda continua a ser um dos fatores pelos quais as pessoas casam mais depressa. Não faz sentido ser algo fortuito e só de "ocasião". Enfim :/

    Já recebeste o auto-bronzeador? :D

    NEW DECOR POST | Home CRUSH: Entrance Hall – The Essentials :D
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ReplyDelete
  9. É tão isso, minha querida :)

    (à primeira vista, pareceste-me tu, na foto :p)

    ReplyDelete
  10. Tens razão, Adriana.. mas eu não sei se diria que, hoje em dia se casa muito por obrigação, ou por ser uma questão também um bocado de aparências, vivemos numa sociedade de estereótipos e o casamento em si, é um cliché!

    Beijinho
    http://www.trendsandfashionloversblog.ml/

    ReplyDelete
  11. O casamento não me diz nada. O compromisso entre duas pessoas que se amam já é outra coisa... Muito mais importante. ;)

    ReplyDelete

Obrigada pelos comentários.
Todos serão respondidos, brevemente, nos respetivos blogues.